segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Passado


                                                     "Sinto-me como uma árvore na primavera, 
                               que não conseguiu abandonar todas as folhas no último outono.
                      E então, algumas novas folhas, e suas flores, não conseguem florescer."

sábado, 2 de outubro de 2010

A vontade de viver por você


 Dizem que a vida passa rápido. O que diria vinte e quatro horas, então! A cada dia que passa, são nos dados momentos novos, que podem simplesmente manter nossas vidas na mesma ou mudá-las para sempre. Momentos com a família, ou amigos, ou só nós mesmo; rindo, chorando, ou simplesmente passivos de emoção.
  Porém o degradante desses momentos, é deixá-los se degradarem. Muitos não dão o valor que deveriam ao sorriso inocente de uma criança ou ao céu acima de suas cabeças. Preoucupamo-nos tanto com o celular que não ganhamos ou com o coração partido, que nem prestamos atenção em instantes que poderiam trazer a verdadeira alegria. Sabe aquilo que você queria tanto e seus pais lhe deram? A sua felicidade foi ganhar o presente, a deles, foi ver o sorriso em seu rosto. Mas por que não deixar que a sua felicidade seja saber que eles o querem feliz? O primeiro passo para o bem-estar, é a gratidão.
  Não importa se são coisas mínimas. São coisas mágicas. E mais mágicas ainda se soubermos identificá-las e aproveitá-las. Uma roda de conversa com os amigos, uma caminhada pela avenida, ou assistir a chuva caindo através da janela... Nada é eterno, mas é a sua vida.
  O tempo é traiçoeiro, mas, ao mesmo tempo, belo. Afinal, como aproveitaríamos os anos se soubéssemos que eles nunca acabariam? Não há graça em comer a mesma coisa todo dia, por mais que seja o seu prato favorito. O presente é tudo que há e, o passado, tudo que foi e não volta. Para quê ficar remoendo algo que não foi como você queria? Não significa que acabou! Cada tristeza é uma prova para ver se somos dignos da felicidade.
  Não lamente os problemas, resolva-os. Não lamente a briga com os pais, amigos ou namorado: perdoe e seja perdoado. Não importa se o outro é melhor do que você em artes, você é melhor em outra coisa. E não importa se aquele rapaz ou garota não te ama, você é que deve se amar, oras! Apaixone-se por você mesmo! Pois foi para isso que Deus lhe deu um coração, em primeiro lugar.
  Cante. Dance, Pule. Abrace. Ame. [Estude?]. Chore. Tente. E se cair. Tente outra vez. Sorria [otimismo sempre]. Erre e continue tentando. Realize seus sonhos. Ajude a todos. E agradeça a Deus por tudo que você é e por tudo que você tem. Seja o melhor que você puder, tente se encontrar, e ajude os outros a se encontrarem também. A cada sol que nasce, deve haver a esperança de que seremos cada vez melhores.
  Felizes daqueles que souberam aproveitar isto chamado vida. E por que você não ser um deles também? Quem faz acontecer não precisa estar na sala de espera. Se você souber fazer tudo valer à pena, verá que nada seria igualmente especial sem você e sem a vontade de viver por você.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Fim

      Era uma vez, uma garota e um garoto, que só obedeciam às ordens do "está destinado a ser". Sem regras prévias, ou grandes, ou pequenas preocupações. Só havia eles, e a inocência de um puro e raro, muito raro, sentimento.
     Mas o "está destinado a ser" sempre será o que está destinado a ser, e nada que se ache no caminho pode ser evitado. Tentar evitar o que está por vir é justamente o que te leva a esse futuro.
    E agora, a garota já mulher, em um lindo dia de quase inverno, o menos frio de todos os tempos. Lindo, mas triste. Para ser lindo, não precisa ser feliz. É como um livro que só é uma obra prima porque o final é trágico. Triste, mas lindo.
    Haviam árvores rindo das piadas da calma brisa, um céu azul monótono e aquela mulher em um caminho movimentado que, para ela, era o nada.
    Um caminho que terminava em um inevitável fim.
    O fim do "à dois" e do "para sempre" também.
    E ela ainda estava se lembrando do caminho que havia acabado de terminar.
    Ela lembrava as cantadas indiretas dele, os sorrisos charmosos e a vontade estupenda de estar ao seu lado. Haviam as coleções de adesivos que ele dava a ela de presente, e os beijos de agradecimento que lhe eram concedidos. Os jogos de video-game que ele a deixava vencer só para ganhar um prazeroso sorriso. E um balanço no parquinho da rua, no qual eles embalavam um ao outro. Uma relação de dois adolescentes donos do mundo. Quase um conto de fadas. Quase.
   Porque o que vem antes do "fim" dos contos de fada era "e eles viveram felizes para sempre".
   Isso não se aplicava a eles. Poderiam até viver felizes para sempre algum dia, mas não juntos. O conto de fadas deles havia acabado onde a bruxa confronta os mocinhos. E a bruxa havia vencido.
   Todo o amor incondicional, beijos e promessas não conseguiriam superar o que havia colocado um fim àquele conto.
   Só podiam no hoje, limitar-se à alegria de que foi bom enquanto durou.
   E agora, tudo que havia eram as feridas e a esperança de que a vida acharia o seu lugar. Pois, afinal, a vida segue em frente. E quem poderia dizer que a garota já mulher e o garoto já homem não achariam outro amor incondicional? Não começariam outro conto?
   Seria outro "era uma vez", mas dessa vez, com um final de felizes para sempre.
   Porque não havia acontecido para eles juntos.
   O seu "era uma vez" agora era "foi uma vez".
   E nunca mais seria de novo.
   Nunca mais.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Esperando


   Vivo esperando que algo mágico aconteça. Não sei ao certo o que é, só sei que espero que isso venha. À mercê de um mundo tão nu e cruel, parece sempre faltar algo dentro do nosso peito, algo que não seja feito de concreto, armas ou rotinas; mas sim, algo feito de divindade, liberdade e amor.
   Deito para dormir todos os dias, na esperança de que o amanhã será diferente, muito mais do que já foi até o hoje, na esperança de que ele trará algo excitantemente novo para esta reles vida mortal. Assim sendo, fecho os olhos e sonho coisas aleatórias e estranhas, mas que fazem sentido para mim. Alguém muito sábio disse que os sonhos são o espelho da alma.
   E é exatamente por isso que devemos atentar para as coisas pequenas da vida. Para o nascer do sol, para o brilho da estrelas, para o riso de um bebê e o farfalhar das folhas de uma árvore. São nessas coisas que nossas almas devem se refletir, mostrar-se. Precisamos saber e sentir que, além de toda confusão do mundo, há algo que nos pode trazer a fantasia, e desta vez não falo de livros ou filmes, falo da trascedência deles, algum tipo de evolução humana, que muitos nunca nem pararam para pensar. e na qual outros tantos desacreditam. Não eu.
  No dia que realmente pararmos para notar as belezas pequenas [e escondidas] deste mundo, compreenderemos a beleza de Deus, E quem sabe, acabaremos olhando para o lado e achando aquele pedaço que nos falta no peito. Assim espero que aconteça...

sábado, 8 de maio de 2010

Pequenos detalhes

Uma árvore nova
outra flor formosa
uma fruta azul
são pequenos detalhes

Uma estrela no céu
outra numa folha de papel
um lua cheia
são pequenos detalhes

Uma velha e querida música
cheia de saudade e astúcia
e outra lágrima descendo
são pequenos detalhes

Um por-do-sol lá além
mais um
dentre tantos outros que vão e vem
só mais um pequeno detalhe

Um brilho no olhar
não lembrar de respirar
um delicado toque de mãos
são pequenos detalhes

O riso de um bebê
lembrar que não quer mair crescer
são pequenos detalhes

Um banho na chuva
dançar e correr na rua
fechar os olhos
e se encontrar
são pequenos detalhes

Que rodam o mundo
mostrando a magia
e tentando entender
porque o mundo não pára pra ver
os pequenos detalhes
as únicas poucas verdades
única chave da felicidade.