quarta-feira, 18 de maio de 2011

Silêncio


                                               "Procuro o modo certo de ser
                                         Perco-me em palavras e explicações
                                                 tentando definir o que é ser
                                     Jogo-me no buraco letrado da limitação
                                 Só que tudo muda num instante sem segundos,
                                                             e o qué é
                                 não pode ser sentido na superfície dos ouvidos
                                         Nasci em meio aos sons do mundo
                                               mas o meu lar é o silêncio."

domingo, 1 de maio de 2011

Eu-mesmo


"Em meus estranhos momentos
trascendo a mim mesmo
desconheço certos pensamentos
e aí me encontro
Por fim,
quase tarde demais acabo eu sabendo,
entendo que a estranheza é a parte escondida de mim
é o verdadeiro habitat do eu mesmo."