segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Passado


                                                     "Sinto-me como uma árvore na primavera, 
                               que não conseguiu abandonar todas as folhas no último outono.
                      E então, algumas novas folhas, e suas flores, não conseguem florescer."

Um comentário:

  1. Até mesmo uma árvore desprovida de todas as suas folhas pode voltar a torna-se frondosa e bela como outrora; no entanto, aquela que ainda não conseguiu desvencilhar das folhas mortas da última estação, deve fazê-lo para que estas não obscureçam o esplendor majestoso das dádivas primaveris. É um processo dialético, apenas superando as próprias contradições é que se pode dar um passo adiante, promover mudança. Não importa quanto tempo leve, desde que sempre aja a energia para seguir com a fronte erguida à mudança das estações; que sempre ajam flores que possam dar origem aos frutos merecidos. Belo desenho, mais interessante ainda o excerto.

    ResponderExcluir