sábado, 1 de outubro de 2011

Esperança



Esperança é sentir a brisa no monte desvelado. É sorrir sonhos em dias enevoados. É viver o não-vivido quando ele já se foi.

Esperança é ter o mundo mesmo de mãos vazias. É entender o tudo como ele nunca foi um dia. É esperar paciente o amanhã se revelar.

Esperança é ver cada partícula de ar se elevar. Ver o dia carregar para o céu a mesma cor do mar. É saber o não sabido sem nem mesmo refletir.

Esperança é ter sempre o novo como visão de futuro. É ver infinitos no lugar de muros. É intuir que o fim só é fim quando o tempo a todos levar. É fé. É força. É respeito. É tudo que de melhor se carrega no peito. Novamente, é esperança, tal como o sorriso da criança, que olha pro mundo e vê que ele, afinal, não é mal assim para os quem tem os olhos certos para ver. 

Esperança. Nunca morre, para que possamos viver.

Um comentário:

  1. Querida Bruna, comecei meu domingo madrugando e com o coração cheio de esperança.Como dizes lindamente:"Esperança é ter o mundo mesmo de mãos vazias".Tens razão minha amiga, sem esperança nossa vida não teria sentido.Esperança é o dom de voar muito além.Tenha um domingo de puro encantamento.Bjs no coração.Eloah

    ResponderExcluir